Plano de carreira: como criar um em sua empresa

O plano de carreira é uma das iniciativas mais buscadas pelos candidatos e funcionários. Sua empresa possui um bem definido?

23 de Novembro de 2021

Assim como os candidatos e outros profissionais, você certamente já parou para imaginar como estará a sua carreira nos próximos anos. Nesse sentido, estruturar o plano de carreira é importante para que essa questão seja mais clara.

Uma vez que o salário e os benefícios deixaram de ser os únicos atrativos para os talentos, investir na definição do plano de carreira é essencial para a evolução do profissional e da instituição.

Além disso, a retenção dos bons colaboradores, entregas de alta performance e trabalho positivo de reputação da marca estão entre os motivos para pensar no desenvolvimento do plano de carreira.

Se você não sabe como criar um para a sua empresa, acompanhe neste post.

Plano de carreira: como criar um em sua empresa


O que é plano de carreira?

O plano de carreira nada mais é do que uma definição de metas que servem como um guia que direciona o crescimento profissional. Neste mapeamento estarão as posições hierárquicas, as competências emocionais e técnicas necessárias para alcançá-las.

Além disso, esse plano também irá apresentar questões relacionadas ao aumento de salário, possibilidade de estudos e benefícios para determinadas posições.

Imagine uma competição na qual o atleta se prepara diariamente para alcançar determinada posição. Esse atleta também sabe quais são as suas próximas competições caso seja classificado e o que pode conquistar em cada uma delas.

Da mesma forma, o plano de carreira ajudará a definir, de forma clara, os objetivos e saber como irá progredir profissionalmente.

Qual a importância de se ter um plano de carreira?

O plano de carreira funcionará como uma projeção do que a empresa espera e está propondo para o crescimento e desenvolvimento dos colaboradores. Consequentemente, esse trabalho também faz parte das ações da Employer Branding.

BANNER KIT EMPLOYER BRANDING

Além disso, ter um plano de crescimento demonstra que a empresa está bem consolidada e valoriza o seu capital humano.

A partir disso, alguns benefícios podem ser percebidos:

  • Mais engajamento e dedicação;
  • Melhor performance;
  • Redução do turnover;
  • Funcionário se torna promotor da marca.

Tipos de planos de carreira

Antes de começar a desenvolver o plano de carreira é importante encontrar aquele que faça mais sentido para a cultura e os objetivos da empresa, e também que seja alinhado com o perfil de cada profissional.

Carreira em Y

O modelo de carreira em Y trata-se de um plano de desenvolvimento que possibilita que o colaborador escolha o caminho que deseja seguir. Isso serve tanto em direção a cargos de liderança, como de funções técnicas e operacionais.

O conceito é representado pela letra Y porque mostra os dois caminhos possíveis os quais os profissionais podem escolher seguir. O importante é que os colaboradores podem se desenvolver, uma vez que o plano de carreira não implica em perfis de gestão, mas sim em potencializar as habilidades predominantes em cada um.

Carreira em W

A carreira em W oferece basicamente algo que não é encontrado na carreira em Y: a gestão de projetos.

Esse formato de plano de carreira possibilita que os profissionais possam aprimorar seus conhecimentos para estar à frente dos projetos, mas atuando de forma mais técnica. Portanto, esse profissional poderá ser um líder, especialista ou gerente de projetos.

Carreira em linha

É o formato mais encontrado em instituições militares e públicas, pois possui uma hierarquia rígida e as promoções são relacionadas ao tempo de trabalho.

Carreira horizontal

Normalmente as empresas que optam por esse formato não possuem divisões hierárquicas. Dessa forma, todos estão no mesmo patamar e não há possibilidades de reconhecimento ou crescimento profissional, embora seja possível aumentar os salários.

Carreira paralela

Empresas que oferecem programas de trainee trabalham com esse tipo de plano de carreira. Nele os funcionários possuem mais chances de ocupar cargos de liderança, já que sua trajetória e desenvolvimento acontecem basicamente dentro da empresa.

Carreira em rede

Nesse plano de crescimento o colaborador possui um leque de opções, escolhendo como direcionar o seu avanço na empresa de acordo com o seu reconhecimento

Como criar um plano de carreira?

A criação de um plano de carreira é uma ação estratégica, por isso na hora de elaborar o RH deve se atentar a pontos que garantam tanto vantagem para a empresa como para os colaboradores.

Acompanhe os seguintes passos:

1. Alinhe os interesses

Lembre-se que o planejamento realizado deve oferecer benefícios para as duas partes. Por isso, ele deve ser baseado nos objetivos gerais e de crescimento da empresa, mas também nas expectativas dos funcionários.

Lembre-se de, junto à diretoria, entender quais são as competências fundamentais dos líderes e de posições de destaque, principalmente.

2. Defina a política de cargos e salários

Uma política de cargos e salários bem definidos e competitivos faz com que a empresa atraia, desenvolva e retenha os melhores talentos.

Para implementá-la, é necessário primeiro mapear todos os cargos e a descrição das atividades desenvolvidas nele. Depois, observe as exigências técnicas e emocionais buscadas em cada nível, além é claro, as faixas salariais.

Com essas informações em mãos, monte um organograma hierárquico para deixar claro a mobilidade de cada colaborador conforme seu crescimento. Com o plano elaborado, apresenta não somente aos líderes, mas também aos funcionários.

3. Estabeleça as metas

Para que o funcionário alcance ou esteja mais perto de uma promoção, determine junto aos coordenadores metas a serem alcançadas a cada semestre ou ano.

Dessa maneira, o funcionário terá uma visão objetiva do que precisa melhorar para alcançar a posição e os benefícios desejados. Lembre-se, no entanto, de que as metas devem ser realistas.

Além disso, se o profissional não possui perfil para a vaga a qual deseja, estimule prazos também para que ele se desenvolva internamente ou por meio de capacitação educacional.

4. Incentive os colaboradores

Mostre aos colaboradores que as oportunidades existem e que eles podem alcançá-las.Para isso, conte com o auxílio dos gestores para conduzir conversas sobre carreira com os liderados.

Pergunte como o colaborador se vê nos próximos anos, o cargo que ele gostaria de ocupar, como ele pode contribuir com a empresa e também o contrário.

Uma conversa transparente pode motivar o colaborador e fazer com que a empresa conheça mais sobre ele.

5. Avalie os resultados

Acompanhar periodicamente os resultados das pessoas é essencial para cumprir o plano de carreira determinado pela empresa.

A partir dessa avaliação os gestores ou até mesmo o RH devem fornecer feedbacks para ajudar o colaborador a se desenvolver e ajustar a rota para alcançar os objetivos junto à organização.

6. Ofereça treinamentos

Ter uma política de treinamentos é necessário para empresas que desejam colocar em prática o plano de carreira. Isso porque, não basta apenas exigir o crescimento dos profissionais, sem apoiá-los nessa jornada.

Portanto, invista em workshops, palestras, treinamentos, cursos e até mesmo bate-papos que possam agregar às soft skills e hard skills.

7. Contrate profissionais mais alinhados

Depois de implementar um plano de carreira bem definido, é importante investir na contratação de profissionais mais alinhados ao perfil da empresa. Dessa forma, aumentam as chances do desenvolvimento espontâneo do colaborador.

Para isso você pode contar com ferramentas de recrutamento com testes como o de Fit Cultural, DISC e outros. O PandaPé, ATS do InfoJobs, é um software capaz de auxiliar nesse sentido, garantindo uma contratação mais assertiva e rápida.


pandape

Encontre os melhores profissionais

Anunciar Vaga