Publicidade

Comportamento nota 10!

De Redação InfoJobs

Como os recrutadores devem agir para evitar uma postura negativa durante a entrevista de emprego? Saiba até que ponto uma má condução na entrevista pode prejudicar a imagem da empresa.

Comportamento nota 10!

A entrevista de emprego é o momento mais importante de um processo seletivo. É nessa ocasião que candidatos e empresas têm a oportunidade de avaliarem e desenvolverem conhecimentos mútuos. Sendo assim, não cabe apenas ao aspirante à vaga preparar-se para apresentar uma postura séria, agradável e atraente. Profissionais qualificados exigem o mesmo comportamento das instituições e hábitos como falta de pontualidade, desorganização e desinteresse por parte do recrutador podem prejudicar a imagem da empresa.

Segundo Natacha Bertoia, Doutora em RH e Professora da Escola Superior de Administração e Gestão (ESAGS), no momento da entrevista, o recrutador estará representando a instituição e caso apresente um comportamento inadequado durante o processo, o candidato entenderá como sendo uma conduta normal e aceitável dentro da organização. “Com certeza isso fará com que a imagem da empresa fique prejudicada, fazendo com que as pessoas não se sintam interessadas a candidatarem-se às oportunidades surgidas no futuro”.

A especialista ressalta que, para o candidato, a entrevista de emprego é o momento adequado para questionar e entender o funcionamento da empresa, bem como seus valores, princípios e modelo de gestão. Sendo assim, é fundamental que o recrutador conheça bem os valores organizacionais, pois é um dos aspectos mais importantes a ser considerado não só na entrevista, mas no processo seletivo como um todo. “A seleção de profissionais com valores individuais não compatíveis com os da empresa, tem maior probabilidade de resultar em processos ineficientes, muitas vezes, com o desligamento de colaboradores da empresa”, explica.

A maneira correta do recrutador preparar-se para a entrevista é verificar se o ambiente para a realização da atividade é agradável, sem barulho, onde o candidato sinta-se à vontade de responder o questionamento. Interromper a conversa com ligações telefônicas ou mesmo conversas paralelas também são hábitos negativos, bem como questionamento sobre aspectos íntimos do candidato, principalmente quando não são relevantes para a seu desempenho profissional.

Natacha aponta que um dos erros mais comuns entre os entrevistadores é fazer perguntas, muitas vezes, sem sentido visando “testar” o candidato, não em termos de conteúdo, mas emocionalmente. “O recrutador deve respeitar e considerar que se trata de um momento difícil para o entrevistado, que provavelmente estará nervoso e perguntas deste tipo tendem a comprometer o processo para ambas as partes”, conclui.

Muitas empresas realizam o processo de seleção por competências, ou seja, busca-se identificar as entregas esperadas pelo profissional à organização e não somente as tarefas que irá desenvolver. Para os profissionais não é diferente, eles procuram empresas que possuem capacidade de proporcionar crescimento e resultado para sua carreira. Desta forma, para o sucesso de ambos é crucial que a instituição apresente uma imagem séria, assertiva e confiante. Assim, além de conquistar um novo colaborador, a empresa irá motivar o candidato a obter os resultados esperados.

Publicidade
Publicidade