Recrutamento às cegas: o que é, e como colocar em prática

Saiba como funciona o recrutamento às cegas e como o RH da sua empresa pode adotar essa metodologia

31 de Maio de 2021

Nos últimos anos a diversidade tornou-se um dos principais fatores que impulsiona o sucesso das corporações. E junto com essa necessidade, para evitar os vieses de preconceito, o recrutamento às cegas vem ganhando espaço nos processos seletivos.

Por outro lado, a tecnologia para RH e os avanços nesse setor são verdadeiros aliados para otimizar e contratar com mais eficiência. Incluindo contratações mais diversas.

Recrutamento às cegas: o que é, e como colocar em prática

Assim, a metodologia do recrutamento às cegas se torna ainda mais simplificada, como você verá neste artigo.

O que é o recrutamento às cegas?

O recrutamento às cegas é uma metodologia de seleção de profissionais que busca recrutar considerando apenas as competências técnicas e comportamentais dos candidatos.

Essa prática, criada na Europa, é extremamente popular fora do Brasil e já faz parte da rotina de muitas organizações. Porém, aqui no país, poucas empresas utilizam o método, muitas vezes por falta de entendimento sobre o assunto.

Na prática, o recrutamento às cegas é um modelo eficiente para a eliminar de vieses e estereótipos nas contratações. Afinal, os profissionais são avaliados com base em informações que realmente importam para o cargo, e não por preferências inconscientes do recrutador.

Conheça o teste DISC, outra prática para recrutar sem viés

Dessa forma, o recrutamento às cegas é uma ação fundamental em empresas que desejam ser mais diversas, pois permite contratações sem discriminação. Por isso, organizações que se preocupam com a diversidade, até mesmo de experiências, estão buscando essa forma de conduzir os processos.

kit diversidade corporativa

Como funciona o recrutamento às cegas?

A forma mais eficiente e assertiva de realizar um recrutamento às cegas é contar com tecnologia voltada para processos seletivos, os ATS de recrutamento.

A forma mais eficiente e assertiva de realizar um recrutamento às cegas é contar com tecnologia voltada para processos seletivos, os ATS de recrutamento.

A necessidade de utilizar um software de recrutamento e seleção acontece pois essas ferramentas são isentas de julgamentos tendenciosos. Isso porque a tecnologia avalia e disponibiliza apenas informações profissionais.

Informações que não fazem parte do recrutamento às cegas:

  • Nome;

  • Idade/ data de nascimento;

  • Gênero;

  • Endereço;

  • Estado civil;

  • Instituição de ensino que frequentou.
  • Assim, no recrutamento sem viés, o RH não tem acesso às informações pessoais dos candidatos, incluindo o nome, pois essa pode ser uma informação de gênero. E no caso das entrevistas, elas acontecem de forma online, assim, recrutadores apenas escutam os candidatos, para que não haja um julgamento em relação à aparência.

    Vídeo entrevista: dicas para recrutar a distância com eficiência

    Além disso, a Inteligência Artificial do ATS é capaz de otimizar a triagem de currículo e avaliar todos os perfis apenas com base em competências profissionais. Assim, é possível seguir um fluxo de seleção nas demais etapas, tudo de acordo com o resultado nos testes.

    Nessa parte do recrutamento às cegas, o RH desenha o perfil do candidato ideal e preenche as informações necessárias na ferramenta de contratação, criando a automatização para os candidatos seguirem.

    kit como escolher o candidato ideal

    Seguindo essa metodologia, a avaliação do profissional tende a ser mais justa e imparcial, o que garante a todos os candidatos as mesmas chances, e possibilita que o RH não elimine um talento sem motivos concretos.

    É importante ressaltar que o contato com o candidato pode existir em algum momento do processo. Assim, a prática do recrutamento sem viéas não implica em contratar sem conhecer o profissional.

    Como colocar em prática?

    Agora que você já sabe o que é, e como funciona o recrutamento às cegas, vamos abordar as principais mudanças que o seu RH precisa fazer para adotar essa metodologia.

    Cultura organizacional

    Como você viu até aqui, o recrutamento às cegas impulsiona a diversidade corporativa, pois isso, a cultura organizacional da empresa deve estar alinhada a esses valores. Afinal, o processo de diversidade passa pela inclusão e valorização de todos os profissionais.

    Capacitação do RH

    Outra etapa importante é a adaptação dos profissionais de recursos humanos. Quando uma empresa não possui essa prática é importante que o RH seja orientado e capacidade para conduzir esse tipo de recrutamento.

    Ou seja, apresenta os meios para realizar essa metodologia e a sua importância. Além disso, é importante que o time de recrutadores seja treinado para utilizar a nova ferramenta.

    Comunicação

    Toda mudança precisa de comunicação. Por isso, para que colaboradores e candidatos conheçam o novo processo e entendam o seu funcionamento, é importante deixar claro quais os objetivos disso para a empresa.

    Invista em tecnologia

    Por fim, mas não menos importante, é preciso escolher o software adequado para realizar o recrutamento às cegas. E se certificar que contempla o maior número de etapas possível.

    Conheça as funcionalidades do PandaPé, ATS desenvolvido pelo InfoJobs

    Quais são as vantagens do recrutamento às cegas?

    Para concluir este artigo, selecionamos as principais vantagens que o recrutamento às cegas proporciona para a sua empresa.

    Recrutamento imparcial

    Recrutar às cegas significa que o RH não terá nenhum contato de forma pessoal com os candidatos, e por isso, não contratará por afinidade, mas somente de acordo com as habilidades profissionais.

    Diversidade corporativa

    Como já citado, a diversidade é uma das principais consequências do recrutamento às cegas, uma vez que esse modelo não considera informações pessoais e estereótipos presentes na nossa cultura, para escolher o profissional mais adequado.

    Assertividade

    Com o recrutamento às cegas o RH aumenta a chance de contratar o profissional certo, isso por que a triagem será feita com tecnologia e de acordo com as informações fundamentais para o preenchimento da vaga.

    Aumento da produtividade

    Nesse ponto, dois fatores são importantes: primeiro, a contratação será feita apenas com base nas habilidades profissionais, por isso, o candidato será qualificado; o outro ponto é que a diversidade implica em pluralidade de ideias e soluções.

    Reputação da marca

    Cada vez mais os profissionais buscam empresas que estão alinhadas aos seus valores, e a diversidade ganha muito destaque nesse quesito. Assim, realizar esse tipo de recrutamento ressalta aquilo que a empresa acredita.

    O PandaPé, software de recrutamento e seleção, é a ferramenta ideal para o seu RH definir uma triagem de currículos imparcial, e um fluxo de seleção considerando apenas informações profissionais e resultados com base em teste.

    Como criar um banco de currículos qualificado

    Encontre os melhores profissionais

    Anunciar Vaga