A importância de mudar o mindset da equipe em tempos de crise

Entenda como mindset corporativo irá influenciar diretamente os seus resultados durante a crise

15 de Abril de 2020

Com frequência ouvimos falar sobre transformação digital, indústria 4.0, entre outros termos que chegaram com as novas tecnologias, como: a internet das coisas, Big Data e armazenamento em nuvem. Todas essas inovações não são mais apenas tendências, elas já fazem parte do nosso dia a dia. Mudando nosso mindset enquanto consumidor e, cada vez mais, estão presentes nos processos corporativos.

A importância de mudar o <em>mindset</em> da equipe em tempos de crise

Neste primeiro semestre de 2020 a população foi atingida por uma pandemia global, que está nos fazendo repensar relações, comportamentos e processos. Com isso, muitas empresas tiveram que adotar a transformação digital como um pilar importante para continuar as atividades operacionais. Falamos sobre essas mudanças e como elas vão permanecer nas companhias após o coronavírus, em um artigo no Blog do PandaPé.

Acreditamos que a sua empresa também esteja passando por essa fase de transformações, mas você já parou para pensar que não são apenas os processos que sofrem mudanças com necessidade de implementar ferramentas tecnológicas nunca antes utilizadas?

Neste artigo iremos explicar como a mudança do mindset da cultura corporativa e dos colaboradores pode ser fundamental para o sucesso de sua empresa.

O que é mindset?

mindset é um termo em inglês que em tradução literária significa mentalidade. Ou seja, é o conjunto de ideias, pensamentos e crenças que estão na mente de cada indivíduo, determinando a forma que nos comportamos, agimos e sentimos as coisas.
É uma espécie de programação mental, para pensar sobre determinado assunto ou ter um certo tipo de pensamento, e que pode ser mudada de acordo com o que consumimos de produtos e informações e que nos influencia. Esse é um termo aplicado não somente ao comportamento das pessoas, enquanto indivíduos particulares, mas também está inserido em grupos como sociedades e organizações.

Uma das principais referências nesse assunto é a professora de psicologia e pesquisadora da Universidade de Stanford, EUA, Carol Dweck. Segundo suas pesquisas, apresentadas no livro mindset: a nova psicologia do sucesso, ela determina que existem dois tipos de mindset.

Mindset Fixo: Esse é o mindsetde pessoas que entendem que as suas habilidades, características e pensamentos são imutáveis e determinantes. Por exemplo, pessoas com o mindset fixo acreditam que não podem desenvolver suas capacidades, que possuem um certo nível de inteligência ou personalidade que as determinam.

Mindset Crescente:  As pessoas que adotam esse tipo de mentalidade acreditam que é sempre possível se desenvolver, adquirir novas habilidades e evoluir. Mas não apenas isso, essas pessoas apresentam também um comportamento focado nessas mudanças e encaram as dificuldades como oportunidades de aprendizado.

E o mindset da sua empresa?

Nesse momento de crise, criou-se a necessidade de transformar processos, que aconteciam da mesma forma por décadas, para o modo digital. Com isso, é preciso desenvolver novas estratégias e formatos de comunicação com clientes, fornecedores e colaboradores. Além de ter uma cultura firme e um posicionamento concreto para que as ações tomadas durante a crise não abalem a sua marca empregadora.

É nesse momento que todos estão repensando seus hábitos de consumo, suas prioridades, os interesses, marcas que os encantam e a relação com o meio ambiente. Por isso, atente-se ao seu negócio. Todos esses itens estão bem definidos para líderes e colaboradores da sua empresa?

Pense em qual é o seu propósito e o que sua marca tem a oferecer, quais são as soluções e benefícios que você vende, qual o valor agregado ao seu produto e as experiências que você proporciona aos seus colaboradores e clientes. O mindset da sua empresa deve estar associado ao gerenciamento da marca empregadora, ou seja, como você quer se posicionar diante do mercado.

É necessário analisar também como os seus colaboradores estão lidando com os novos processos, principalmente os tecnológicos, que adentraram todas as organizações nesse momento de trabalho remoto.

Dessa forma, será possível alinhar todos os processos e adaptação a fim de promover a melhor experiência aos colaboradores que, com objetivos claros e entendimento da necessidade de se reinventar, terão mais flexibilidade e abertura ao novo.

O papel do RH na mudança do mindset

Com a crise, as pessoas estão lidando com a transformação tecnológica sem tempo para adaptação e podem enfrentar esse desafio como uma barreira para o desenvolvimento, engajamento e produtividade dos colaboradores.

Por exemplo: uma ferramenta nova demanda treinamento, e o seu colaborador pode acreditar que isso o fará perder tempo e mais, trará dificuldade as atividades que ele já está acostumado executar de outra maneira. Quando na verdade, o propósito de agregar tecnologia aos processos da sua empresa é exatamente o contrário. As ferramentas digitais são uma forma de automatizar processos burocráticos e facilitar o dia a dia dos funcionários.

É com um mindset bem definido, ou a necessidade de mudança estruturada, que o RH da sua empresa poderá desenvolver novas formas de encarar os desafios da corporação e os processos do dia a dia. Assim, será possível motivar os colaboradores e impulsionar bons resultados, mesmo em tempos de crise que a incerteza atinge muitos profissionais.

Por isso, cabe ao RH estimular esse novo pensamento entre os funcionários, além de estabelecer caminhos tangíveis para a mudança:

  • Percepção das dificuldades de cada funcionário;

  • Comunicação clara e motivadora;

  • Situações que promova a mudança de mindset;

  • Canal de dúvidas aberto;

  • Rodas de conversa;

  • Treinamento de novas ferramentas.


É preciso promover uma nova dinâmica de atuação e pensamento, para reforçar ou estabelecer propósitos e posicionamentos junto aos colaboradores, assim todos estarão alinhados ao mesmo mindset, que será transmitido para o mercado. Com isso, o Employer Branding da companhia também irá se fortalecer por meio de ações que visam o comprometimento e engajamento dos colaboradores.

Mudança do mindset do RH

Como vimos, o setor de recursos humanos tem um papel fundamental para promover um novo mindset na sua empresa, estimular os colaboradores a utilizar novas ferramentas tecnológicas e impulsionar um pensamento em conjunto visando bons resultados.

Um dos desafios de mudar o mindset dos profissionais de Recursos Humanos é tornar o próprio RH digital, por meio da digitalização de processos, com exploração e integração de tecnologia as atividades do setor. Uma equipe antenada ao que o mercado oferece de mais moderno está preparada para impulsionar os resultados e atingir o sucesso, e para isso é necessário que a mudança de mindset aconteça também nos demais setores da empresa.

Para adequar as funções e operar de forma digital e integrada, a equipe de recursos humanos pode contar com o uso de plataformas, como PandaPé, software de recrutamento e seleção desenvolvido pelo InfoJobs, que centraliza e digitaliza os processos seletivos, economizando tempo e facilitando o dia a dia dos recrutadores.

Digitalizar o RH é uma das principais maneiras de iniciar as mudanças necessárias para agregar tecnologia aos processos da sua empresa. Foi com o PandaPé que o Grupo Apisul conseguiu promover a mudança do mindset tradicional do RH para um pensamento digital, confira essa história de sucesso.

Como criar um banco de currículos qualificado

Além de mudar o mindset e introduzir tecnologia ao setor, contar com o PandaPé trará muitos outros benefícios para a sua empresa. Com o ATS, todas as etapas dos processos seletivos acontecem de forma automatizada, facilitando a triagem de currículos, aplicação de testes e realização de vídeo entrevistas, a fim de encontrar o melhor profissional, tudo isso sem se esquecer da experiência do candidato em um processo 100% digital e econômico.

Como criar um banco de currículos qualificado

Encontre os melhores profissionais

Anunciar Vaga