Conheça as vantagens do programa de estágio

Saiba como estruturar um programa de sucesso

27 de Setembro de 2019

Você sabia que os estagiários tornam-se colaboradores antes de concluírem o ensino superior? Hoje vamos te mostrar que não basta apenas contratar um colaborador iniciante. É preciso estruturar todo o programa, traçar objetivos e expectativas quanto aos resultados.

Assim, é possível tornar a contratação bem mais proveitosa pra ambas às partes, pois entendemos que não é um caminho fácil.

Os estágios são uma excelente maneira de se iniciar no mercado de trabalho e dar os primeiros passos em um mundo corporativo tão competitivo. Este tempo de aprendizagem serve não só para o aluno, mas também para a empresa, porque além de mais mão de obra, tem a oportunidade de acompanhar em primeira mão o que está sendo ensinado na sala de aula e o que há de novo no setor.

A maioria dos estágios varia de seis meses a um ano, mas este período às vezes não é suficiente para aprender tudo o que se necessita. É por isso que os especialistas recomendam períodos mais longos de tempo para o aluno desenvolver novas habilidades. Este tempo permite que a empresa avalie se o formando está apto para se juntar à equipe ou não.

Entendemos que para elaborar um bom programa de estágio, precisamos seguir alguns passos como:

• A definição dos gestores do programa;

• O perfil do profissional desejado;

• A integração dos estagiários à empresa, entre outros.

Um programa de estágio representa uma oportunidade de crescimento e desenvolvimento que deve ser proveitosa tanto para a empresa quanto para o jovem colaborador.

Você sabe quais são as vantagens de se contratar um estagiário?

Existem diferentes tipos de benefícios. Um dos mais importantes é a possibilidade de formar um futuro colaborador de maneira alinhada ao Fit Cultural da empresa.

Em determinadas áreas de atuação, as empresas enfrentam dificuldades em encontrar profissionais qualificados tecnicamente e com perfis alinhados à cultura organizacional desejada. O estágio, por sua vez, é uma oportunidade de moldar os possíveis novos colaboradores.

Esse programa também é uma forma de promover a diversidade e a troca de vivências entre profissionais mais experientes e jovens. Os estagiários podem trazer ideias novas, além da habitual energia e disposição da juventude.

Vamos montar um programa?

A primeira tarefa para montar um programa de estágio é definir, dentro da área de Recursos Humanos da empresa, a equipe que será responsável por todo processo de admissão e onboarding do novo estagiário. Faça o mapeamento dos papéis de cada integrante do grupo escolhido, definindo quem será seu gestor e os demais encarregados por etapa.

Como em todo time de trabalho, o ideal é que esse grupo seja formado por colaboradores com funções e competências multidisciplinares para que aja uma melhor condução do programa.

Além da equipe, é preciso determinar um orçamento para seu programa de estágio. Identifique as atividades de cada etapa do projeto (divulgação, processo de recrutamento e seleção, bolsa-auxílio, consultorias, treinamentos, etc.) e defina quais os valores disponíveis.

Agora, defina o perfil do estagiário que deseja contratar. A formação do profissional é um dos pontos a ser debatido, de acordo com as atividades e o negócio da empresa. Não se esqueça de considerar, ainda, outros aspectos, como o alinhamento à cultura da organização.

Embora o estágio não seja uma vaga de emprego como as outras, é importante que as premissas que regem as demais contratações sejam consideradas no recrutamento e na seleção dos participantes do programa.

Chegou o momento mais importante! Uma vez concluído o processo de contratação do estagiário, é fundamental que ele participe de todo o ritual pelo qual passa qualquer novo colaborador. Com o estagiário, não é diferente. Nesse aspecto, não deve existir diferenciação entre ele e os funcionários efetivos. É importante que o novo profissional conheça os projetos em desenvolvimento na companhia e compreenda qual será seu papel na estrutura da organização.

O grau de desempenho e o nível de exigência que se tem com o estagiário são diferenciados em comparação com os demais colaboradores. Mas isso não significa que ele não deva ter suas tarefas e metas cobradas.

É de extrema importância fornecer feedbacks regularmente, destacando os pontos positivos e corrigindo o que for necessário. Nesse aspecto, é importante preparar os gestores das áreas em que os estagiários estão alocados para que deem tal retorno de forma adequada.

Também é fundamental estabelecer ferramentas e oportunidades para que o estagiário forneça seu feedback ao RH. Assim, ele terá a chance de fazer observações que serão essenciais para o aprimoramento de todo o programa.

Então, gostou de conhecer o processo de criação de um programa de estágio?

É importante ter sempre em mente que o estagiário é um colaborador em formação: ele precisa de atenção e suporte eficientes para desenvolver seu potencial e tornar-se um grande profissional. Conheça melhor essa iniciativa! O InfoJobs pode te ajudar neste processo.

Como diminuir turnover e reter talentos

Encontre os melhores profissionais

Anunciar Vaga